Por João Elias Nery

De província deslocada dos grandes centros do Império e da primeira República, São Paulo transformou-se na capital dos negócios, das artes e da propaganda a partir da segunda metade do século XX. Se você pretende navegar no mundo publicitário, São Paulo é ponto de partida, é realidade e sonho para atuais e futuros publicitários.

Contar a história da publicidade não é difícil. Criam-se Agências, anunciantes, veículos e públicos; alguns morrem, muitos se transformam, assumem novos nomes e modos de ser; outros permanecem os mesmos há décadas. Se é Bayer é bom há quase um século. E haja Leite Moça.

Não é só de publicitários que se faz a história da propaganda em São Paulo. Artistas, intelectuais, pessoas comuns e variadas tribos participam da publicidade brasileira, uma área que, como um Macunaíma, como um antropófago pós-moderno.

É isso, people. Avante. Contruir o blog.