A W/Brasil é uma agência de publicidade brasileira fundada em 1986 por três sócios: Washington Olivetto, Javier Llussá Ciuret e Gabriel Zellmeister. Originalmente associada com a agência suíça GGK, passa a ser W/Brasil quando os sócios brasileiros se tornam majoritários. Uma das agências mais premiadas do mundo (com quase mil prêmios), já foi a maior agência em faturamento do Brasil. Teve filiais nos Estados Unidos (W/USA), Portugal (W/Portugal) e Espanha (Alta Definición & Washington Olivetto). Já passaram pela W/Brasil nomes famosos da propaganda brasileira como Nizan Guanaes, Ruy Lindenberg, Camila Franco, Ricardo Freire, Celso Loducca, Stalimir Vieira, Kélio Rodrigues, Tomás Lorente, entre outros.
Dentre suas campanhas mais marcantes, destacam-se a do Primeiro, para a Valisère (criada por Camila Franco e Rose Ferraz) e Hitler, para a Folha de São Paulo (por Guanaes). A W/Brasil não faz campanhas políticas ou para o governo.

Washington Luiz Olivetto (São Paulo, 29 de setembro de 1952) é um publicitário brasileiro, responsável por algumas das campanhas mais marcantes da propaganda nacional.
Cursou a faculdade de publicidade pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), mas nunca concluiu. Redator, começou a carreira na Harding-Jiménez, depois passaria a trabalhar na Lince e na DPZ, em 1974, onde ganharia o primeiro leão de ouro da publicidade nacional no Festival de Cannes, com o filme Homem com mais de quarenta anos. Na mesma agência, faria dupla de criação com o diretor de arte Francesc Petit e realizou inúmeros trabalhos premiados. A dupla ainda foi responsável pela criação do garoto-propaganda da Bombril, com o ator Carlos Moreno, que acabou indo parar nas páginas do Guinness Book como o garoto-propaganda de maior tempo de permanência no ar ao longo dos anos, a partir do décimo sexto ano de execução e mais de 160 filmes. Ainda na DPZ chegou a ser diretor de criação.

 

Saiu da DPZ para associar-se à agência de publicidade suíça GGK (tornando-se W/GGK), em 1986. Junto com os sócios Gabriel Zellmeister e Javier Llussá Ciuret, passariam a ter o controle total da agência e passaria a ser chamada de W/Brasil. Posteriormente, teria filiais nos Estados Unidos (W/USA), Portugal (W/Portugal) e Espanha (Alta Definición & Washington Olivetto, ou W/Espanha). A W/Brasil se tornaria uma das agências mais premiadas do mundo, com quase 1.000 prêmios, entre Leões no Festival de Cannes, Clio Awards, CCSP e outros. Ganhou 49 leões de Cannes (entre ouro, prata e bronze). Na W/Brasil, foi responsável pela criação de vários comerciais memoráveis, entre eles os filmes para a fabricante de sapatos Vulcabrás, o cachorro da Cofap, o casal Unibanco, entre outros. Os filmes Hitler (1989), para a Folha de São Paulo (o filme Hitler foi criado por Nizan Guanaes), e do Primeiro Sutiã (1988), para a Valisère, são os únicos comerciais brasileiros a constarem na lista mundial dos 100 maiores comerciais de todos os tempos.Em 2005, foi lançada a biografia da sua empresa, Na toca dos leões, escrita por Fernando Morais, que narra sobre a sua vida e o seu seqüestro, no final de 2001. É diretor de criação e presidente da W/Brasil.