É um meio de análise do movimento por meio de fotografias tiradas sucessivamente com intervalos iguais, que são exatamente as medidas que dão a ilusão de movimento e constituem o fundamento teórico do cinema.
Fundador filosofo francês Étienne-Jules Marey que se interessou pela fotografia apartir de 1882 e criou o fuzil fotográfico, um instrumento capaz de registrar fotograficamente 12 imagens por segundo. Pesquisas posteriores sobre o andar do homem ou o vôo dos pássaros levam Marey, em 1887, ao desenvolvimento da cronofotografia a fixação fotográfica de várias fases de um corpo em movimento.
Marey foi o inventor do primeiro aparelho para o registro do movimento, o Cronofotógrafo – instrumento formado por um disco com furos que gira diante de uma placa sensível, registrando, a cada passagem de um furo, uma imagem – inaugurando o Cinema com o processo pelo qual obtinha o registro descritivo de um movimento, expondo o mesmo negativo às diversas fases do deslocamento, separadas por luz.