Por Evelyn Oliveira

Definição da função de linguagem poética ou estética retirada do livro “A evolução do texto publicitário” de João Anzanello Carrascoza.

Estética ou poética: a mensagem está estruturada de modo ambíguo e pretende atrair a atenção do destinatário especialmente para a sua própria forma (p. ex, Viva a Vida!)”.

São pouquíssimos os anúncios publicitários utilizando a função poética. A agência Taterka utilizou muito bem essa linguagem no anúncio criado para a Natura, como podemos ve abaixo:

Rotina

“A ideia é a rotina do papel…
O céu é a rotina do edifício..
O início é a rotina do final..
A escolha é a rotina do gosto..
A rotina do espelho é o oposto..
A rotina do perfume é a lembrança..
O pé é a rotina da dança..
A rotina da garganta é o rock..
A rotina da mão é o toque..
Julieta é a rotina do queijo..
A rotina da boca é o desejo..
Vento é a rotina do assobio..
A rotina da pele é o arrepio..
A rotina do caminho é a direção..
A rotina do destino é a certeza..
Toda rotina tem sua beleza..”

Podemos perceber  a função poética e estética presentes no texto, a mensagem enfatizada e a escolha lexical tão importante na construção de um texto publicitário.

Vejam também o vídeo desse comercial: