Você já ouviu falar em Marketing Pessoal?

Marketing Pessoal é basicamente aumentar a aceitação e fortalecer a imagem de uma pessoa pelo público em geral ou por determinado segmento deste público.

Ou seja, no seu marketing pessoal você se vende, vende a sua marca como se fosse um produto ou serviço. 

“Aparentar ter competência é tão importante quanto a própria competência”. No mercado de trabalho é assim. Temos que pensar em nós mesmos como um produto. 

A embalagem: Aparência, Trajes, Acessórios, Etiqueta, Postura, Vocabulário, Saúde. Não podemos nos apresentar a um cliente com piercings, cabelo desarrumado, com roupas informais demais. E nem pensar em gírias, pega muito mal.
O conteúdo: Formação, Currículo, Atitude, Autenticidade, Transparência, Flexibilidade, Tolerância, Paciência, Ética, Positividade. Temos que estar antenados com a tecnologia, atentos com as novidades para fazermos a diferença.
A visibilidade: Não adianta fazer a melhor coisa do mundo se ninguém tomar conhecimento. É preciso comunicar e repercutir. Para construir uma marca, você precisa ser visto. Crie a sua: Logomarca, Cartão de visita, Website, blog, E-mail, Artigos, portifólio, Eventos
 
A ênfase: Uma marca, para ser lembrada, precisa ser repetida.
 
A divulgação: aproveite todas as oportunidades possíveis. Deixe bem claro para os colegas, vizinhos, amigos e familiares com o que você trabalha. Divulgue o que você sabe fazer. De repente aparece uma oportunidade no momento mais inesperado.
A diferenciação: seja autêntico e espontâneo. Não tem nada pior do que passar a sensação de estar imitando alguém.